• Horário

    8:00 - 15:00

  • Whatsapp

    +244 928 100 688

DISCURSOS

INTERVENÇÃO DO BASTONÁRIO DA ORDENFA POR OCASIÃO DO DIA 12 MAIO DE 2022, NA CIDADE DO CUITO-BIÉ

 

Vai daqui, em nome dos mais de Sessenta e Cinco Mil membros da ORDENFA, uma saudação especial aos profissionais de todo o mundo, em especial os do nosso País martirizado, mas também glorioso e que nos orgulha.

Vivemos um contexto de dificuldades ocasionadas por factores exógenos, marcados profundamente pela crise da Covid-19, em todo o mundo e que deixou os seus sinais negativos no nosso País e no nosso sistema de saúde, que forçou um novo normal ao nosso dia-dia, laboral.

Numa sábia orientação do nosso Estado, fomos capazes de fazer um enfrentamento positivo ao fenómeno estranho e com consequências razoáveis e com resultados, até agora considerados positivos, por isso, todos nós lamentamos as perdas de vida e auguramos a recuperação daqueles que ainda sofrem das consequências desta pandemia e suas sequelas.

Este ano o Conselho Internacional da Enfermagem definiu como lema central das comemorações, a necessidade de investir na enfermagem e respeitar os seus direitos para garantir a saúde global.   Um tema que chama a atenção a nossa reflexão, e que leva a uma introspeção sobre o nosso importante papel social e a necessidade do respeito e dignidade a nossa classe. Pois que este pressuposto, chama atenção também da qualidade dos serviços que prestamos a comunidade.

A Ordem dos Enfermeiros está preocupada com a necessidade de uma formação de quadros bem qualificados para darem respostas as moléstias dos nossos pacientes. Por essa razão, para além dos acordos de cooperação com o Conselho Federal de Enfermagem do Brasil que já está os seus frutos, pois quatro Enfermeiros encontram-se a frequentar o Doutoramento e quatro encontram-se a frequentar o Mestrado. Recentemente, uma delegação da Ordem esteve em São Paulo-Brasil, onde negociou com a Universidade Federal de São Paulo, que se mostrou aberta para oferecer bolsas de estudo aos Enfermeiros Angolano, cujas candidaturas serão anunciadas ainda esta semana.

Outra delegação da Ordem esteve à semana passada a negociar com a Escola de Enfermagem do Porto, com o mesmo objectivo, cujos resultados das negociações serão conhecidos oportunamente.

Internamente, a Ordem participou activamente na elaboração dos primeiros sete planos curriculares dos cursos de pós-graduação e para a concretização dos mesmos foram criados os competentes colégios de especialidade que estavam a condicionar o inicio da pós-graduação.

Nós, Ordem dos Enfermeiros de Angola, continuamos a trabalhar para responder com dignidade as exigências impostas aos nossos profissionais, que inicia na qualidade de formação dos quadros no seu acompanhamento para a inserção na classe, bem como o acompanhamento e fiscalização do seu exercício diário.

Neste quesito, está em curso o processo de elaboração dos protocolos de enfermagem, em colaboração com os Directores de Enfermagem, tendo já sido elaborados mais 60 protocolos, que oportunamente serão discutidos em workshop pelos membros da classe.

Para aferir as competências dos futuros profissionais antes da atribuição da carteira profissional, serão submetidos a um exame nacional. Para a sua concretização, está em fase de conclusão a elaboração do regulamento e o projecto do laboratório de simulação realística para as aulas praticas, cujos maniquins simuladores já foram adquiridos.

A ordem dos enfermeiros de Angola congratula-se com o recente anúncio da abertura de mais um concurso para a admissão no sistema público de saúde, mais vagas no nosso sector, que vem ao encontro das nossas reclamações, visando melhorar o rácio de 1,3 profissionais de enfermagem por habitante que existe actualmente no nosso Sistema de Saúde.

Numa ronda feita pelo País, a Ordem identificou inúmeras insuficiências na gestão de enfermagem por parte dos Directores de enfermagem, pelo que concebeu um plano de capacitação. Em Abril findo, foi realizado o primeiro seminário regional de capacitação dos Directores e supervisores de enfermagem da região Norte composta pelas províncias do Bengo, Cuanza Norte, Luanda, Malanje, Uíge e Zaire.

Aqui na cidade do Cuito foi realizado o segundo, dirigido a região Centro e Sul, nomeadamente, as províncias de Benguela, Bié, Cuando Cubango, Cuanza Sul, Cunene, Huambo, Huíla e Namibe. Nos próximos dias 25 a 28 do corrente mês, será realizado o 3.º na província de Cabinda e quarto será realizado na região Leste.

Esta efeméride acontece num momento muito importante para o nosso País, que é a realização das nossas quintas eleições gerais, para o qual, exorto a todos os profissionais de enfermagem, a empenharem-se com todo o profissionalismo e dedicação na assistência as nossas comunidades e trabalharmos afincadamente para o bem- estar das nossas comunidades.

Parabéns aos 161 Directores e supervisores de enfermagem que participaram do segundo seminário regional de capacitação, aos 319 profissionais que participaram dos cursos pré-jornadas, bem como das XIII Jornadas Cientificas, aos formadores, preletores e moderadores, à direcção do Conselho Provincial do Bié, a todos os Conselhos Provinciais da ANEA SINDEA e ORDENFA aqui presentes.

Não gostaria de terminar, sem agradecer as Comissões organizadora, Científica, do Secretariado, da Comunicação Social, da Logística e Protocolo, à Imprensa e a todos que directa ou indirectamente tornaram possível a realização deste magno evento.

Um agradecimento especial ao governo da Província do Bié.

Estamos juntos, o próximo ano estaremos juntos na Província da Palanca Negra Gigante (Malanje).

Muito obrigado a todos pelo empenho e dedicação.