• Horário

    8:00 - 15:00

  • Whatsapp

    +244 928 100 688

ASSINADO ACORDO DE COOPERAÇÃO NO DOMÍNIO DA ENFERMAGEM EM ANGOLA

ASSINADO ACORDO DE COOPERAÇÃO NO DOMÍNIO DA ENFERMAGEM EM ANGOLA

Dr. Paulo Luvualo, Bastonário da ORDENFA e o Dr. Manoel Neri, Presidente do COFEN do Brasil, celebrando o acordo de cooperação

16 Janeiro de 2020 | 14h43

Luanda – Um acordo de cooperação técnica educacional foi formalizado hoje (quinta-feira) entre a Ordem dos enfermeiros de Angola (ORDENFA) e o Conselho Federal de Enfermagem do Brasil (COFEN), com a finalidade de reforçar as relações e o intercâmbio técnico-profissional.

A Ordem dos Enfermeiros de Angola e o Conselho  Federal de Enfermeiros do Brasil, assinaram nesta quinte-feira um acordo de cooperação que visa a formação de quadros Angolanos a nível de graduação e pós graduação, bem como a formação em Angola de quadros em várias matérias.

O acordo visa ainda a  troca de experiências entre os enfermeiros a vários níveis em Angola, a cerimónia foi realizada no anfiteatro do hotel MONALIZA em Luanda e contou com a presença dos 18 conselhos de Enfermagem de Angola, representados pelos seus presidentes, de vários directores de unidades sanitárias de Luanda e não só, teve também como assistentes militares ligados a direcção de saúde das Forças Armadas Angolanas.

Secretário de Estado para a Saúde Pública, Doutor Franco Cazembe Mufinda.

O acto foi presidido pelo secretário de estado da saúde, Doutor Franco Cazembe Mufinda, que representou a ministra da saúde, Sílvia Lutukuta, que na ocasião, anunciou que o Ministério está a criar o Conselho Nacional de Saúde, que visa traçar políticas de fomento a formação diferenciada no sector da saúde bem como elogiou este importante  passo da ORDENFA e do COFEN com a assinatura deste acordo, que vem responder as necessidades formativas do país. O governante manifestou a disponibilidade do executivo, em apoiar o programa de bolsas previsto no acordo que vem responder as necessidades do sector em quadros diferenciados, que vão dar outro impulso no conhecimento técnico-profissional de enfermagem, tendo em conta a evolução que o mundo conhece em investigação e conhecimento no campo da enfermagem.

Doutor Manoel Carlos Neri da Silva, Presidente do Conselho Federal de Enfermagem do Brasil.

O doutor Manoel Carlos Neri da Silva, presidente do Conselho Federal de Enfermagem do Brasil, garantiu que há várias universidades do seu país, que estão abertas para receber técnicos Angolanos para a formação em Licenciatura e pós-graduaçao, mestrado e doutoramento nas demais áreas de saúde e não só, sendo que Angola deve garantir os complementos de bolsa para a conclusão da formação, Neri, recordou que as relações entre a ORDENFA e a COFEN, iniciaram nitidamente a já algum tempo e a assinatura deste acordo vem cimentar tudo o que foi feito no passado.

 

Paulo Luvualo, Bastonário da Ordem dos Enfermeiros de Angola.

Por seu turno Paulo Luvualo, o Bastonário da Ordem dos Enfermeiros de Angola, sublinhou a importância do acordo de cooperação para o desenvolvimento do sector da saúde, já que os Enfermeiros representam, mais de 60% do pessoal do sector da saúde e há toda a necessidade de uma formação diferenciada para melhor servir a sociedade.

Paulo Luvualo, disse também que o país conta apenas com trinta e dois técnicos pós-graduados em Enfermagem, o que constitui uma gota de água no oceano, estes profissionais, estão ligados maioritariamente ao ensino, urge no entanto a necessidade de formação de mais quadros a este nível, enquadra-los na assistência, garantindo assim um desempenho mais eficaz ao serviço das populações.

Orquestra Sinfónica  Kamunga.

O acto de assinatura deste acordo, ficou ainda marcado por momentos culturais que foram abrilhantados pela Orquestra Sinfónica  Kamunga, composta por adolescentes que tocaram vários clássicos da música popular Angolana.